Episódio 9 – RBI: Ecologia regenerativa

Avatar rbidoc.com | 12/10/2021

Estamos a menos de 7 anos do “ponto de não retorno”, aquele momento em que nada mais poderemos fazer para evitar os grandes efeitos das alterações climáticas. É urgente mudar radicalmente o sistema de produção, distribuição e consumo para uma economia descarbonizada e regenerativa. E, aqui, precisamos de todos. 

Ninguém pode ficar de fora.

Se queres fazer parte da solução, vem daí conhecer o RBI.

Oradores

VER ENTREVISTA COMPLETA (BREVEMENTE)

Gil Penha Lopes é investigador na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

É licenciado em Biologia Marinha e doutoramento em Ecologia Aplicada e apresenta como principais interesses de investigação os vectores da adaptação às alterações climáticas; sustentabilidade integral; investigação-acção participativa e ecologia integral e aplicada.

É pós-doutorado e investigador principal em projectos nacionais e europeus, coordenando actualmente uma equipa de 10 investigadores (mestres e doutorados); docente e membro da Comissão Científico do Programa Doutoral “Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável” (http://alteracoesclimaticas.ics.ulisboa.pt); membro do Conselho Executivo da plataforma ECOLISE (http://www.ecolise.eu), bem como, membro do Conselho Consultivo do projecto Europeu TESS (http://www.tess-project.eu).

(https://ciencias.ulisboa.pt/pt/perfil/gppenha-lopes )

VER ENTREVISTA COMPLETA (BREVEMENTE)

Jorge Pinto é investigador académico, doutorado em Filosofia pela Universidade do Minho, com uma tese sobre republicanismo verde e rendimento básico incondicional. A sua investigação pretende contribuir para a definição de uma teoria política de republicanismo verde, bem como compreender os impactos ecológicos de diferentes modelos de rendimento básico. É co-autor de um livro sobre rendimento básico, juntamente com o Roberto Merrill, Gonçalo Marcelo e Sara Bizarro.

VER ENTREVISTA COMPLETA (BREVEMENTE)

Susana Fonseca é membro da direcção da ZERO - Associação Sistema Terrestre Sustentável e coordenadora da área temática “Sociedades Sustentáveis e novas Formas de Economia”.

Doutorada em Sociologia pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), Instituto Universitário de Lisboa, é investigadora de pós-doutoramento no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. 

A sua área de eleição prende-se com a Sociologia do Ambiente, tendo colaborado em vários projectos de investigação sobre os temas da percepção de risco, representações sociais, movimentos sociais, energia e ambiente e saúde.

Faz parte do grupo de fundadores da Coopérnico – Cooperativa de Desenvolvimento Sustentável, CRL. Foi membro da Direcção Nacional da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza entre 2003 e 2011 e fez parte da equipa do programa Minuto Verde desde o seu início e até ao final de 2015. Foi ainda membro do Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável em representação das ONGA nacionais entre 2007 e 2013.

VER ENTREVISTA COMPLETA (BREVEMENTE)

Bárbara Leão de Carvalho é co-fundadora da Biovilla, que representa uma cooperativa para o desenvolvimento sustentável que se pauta por um estilo de vida economicamente viável, socialmente responsável e ambientalmente positiva. É doutorada em Marketing pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), Instituto Universitário de Lisboa.


313 Views 0 Ratings Rate it

Comentários

Este artigo tem no responses.

Deixar um comentário